!

!

Tuesday, February 24, 2015

Arriscar é: aliviar

"O MISTÉRIO DOS SAPATOS APERTADOS

Um homem usava todos os dias uns sapatos 2 números abaixo.
Passava o dia inteiro a trabalhar com esses sapatos calçados, extremamente desconfortáveis. Notava-se perfeitamente o sacrifício que ele fazia para aguentar as dores nos pés.
Quando um colega lhe perguntou a razão de ele andar sempre com esses sapatos, o homem explicou:
- Ganho mal, tenho sempre fome, não tenho carro, a minha casa está a cair aos bocados... O único prazer que tenho na vida é chegar a casa e tirar os sapatos...
(Pois…sendo assim…)"
Adaptado

Wednesday, February 18, 2015

Arriscar é: In diferença

A indiferença mais tocante e chocante é a que não repara.
Desde um novo penteado até uma nova atitude passando por qualquer novo adereço,
a indiferença magoa.
Que dirá o Deus omnipresente quando só damos com Ele quando a vida toca os seus extremos?
Tomar mais consciência da Sua presença é encher a vida de mais graça, daquela que depois se torna transbordante, contagiante!
Assim se fará a diferença.

Monday, February 16, 2015

Arriscar é: tocar

O toque de Jesus muitas vezes curava outras vezes afastava aqueles que acusavam o toque.
Connosco também será assim. 
Há toques que nos curam e há toques que nos afastam.
É normal acusar o toque ou senti-lo.
O toque que cura vai da pele ou dos ouvidos ao coração.
E se é bom sermos assim tocados que bom é podermos tocar os outros dessa maneira.


Wednesday, February 11, 2015

Arriscar é: conhecer

Antigamente as pessoas conheciam-se desde o principio
hoje começam pelo fim.

Friday, February 06, 2015

Arriscar é: o amor de todos os amores

"Seria ainda pouco pensar em Deus como o primeiro amor, ou o maior, entre muitos outros amores. Desse modo, Deus ainda seria um entre tantos, mesmo sendo o maior ou o primeiro entre todos. Seria ainda o absoluto, desligado de nós, aquele que, mesmo que benignamente nos atraísse, continuaria a despertar desconfiança, ressentimento e concorrência. Pelo contrário amar a Deus com todo o coração, significará amá-lo como o amor de todos os amores (entre pais e filhos, entre amado e amada, entre amigos, entre quem pede e quem dá), o laço de todos os afectos, a compaixão de todos os encontros, a esperança de todos os lugares, a fecundidade de todas as artes. Amá-lo significa reconhecer que sem ele não podemos viver; que, não o possuímos como coisa nossa, o temos da nossa parte. E, por isso, lhe podemos dizer que permanece para mim um outro e que me é necessário, dado que o que eu sou de mais verdadeiro é o que existe entre nós é entre-nós e entre-tanto-e-tantas-coisas que o nosso amor a Deus se desenha e se realiza. Assim, não será amado sem amores e sem afectos, sem encontros, sem lugares e sem artes. Pelo contrário, é nesses amores e afetos, nesses encontros, lugares e artes que Deus é amado. Sim com todo o coração e com todas as forças. Cada pessoa, cada circunstância, cada elemento do mundo é, de facto, lugar da passagem e do encontro com O-sempre-presente. Neles, o nosso amor A-Deus.
in José Frazão Correia (2013). A fé vive de afecto, pp.107-108. Paulinas Ed.

Monday, February 02, 2015

Arriscar é: nt 19

Vieram quase todos!
Os pobres, os doentes, os cativos, os cegos, os pecadores e os publicanos...
Enfim os últimos!
Quiseram ver e aprender como Ele É.
-"Vinde e vede!" disse o José! 
E ficamos com Eles! Eram quatro horas.
Vimos o que tantos desejaram ver no passado e acreditámos.
Havia quem quisesse fazer ali uma tenda e permanecer.
Muitos pediam:
-"Fiquem connosco, pois a noite vai caindo e o dia já está no ocaso".
Outros exclamavam:
-"Não nos arde o coração, quando Ele nos olha?"
Na verdade, não vieram ainda todos e estranhamente é Ele que insiste em ir à procura da ovelha perdida, dos filhos pródigos.
Não Desiste nem se Cansa, até ao fim!
Ó Luz terna e suave, vem sempre nascer e encher-nos de Ti!
Amén!

Arriscar é: nt 18

Mais um Shabat:
Hoje uma sombra vinda de Jerusalém parecia querer cobrir-nos.
Jerusalém que não acolhes Aquele que vem libertar-te.
O José falou em ir para o Egipto.
Como no passado será a partir de lá que virá o libertador, a Nova Páscoa.
Já tenho saudades...
É bonito ouvir a Maria dizer serenamente o seu sim mesmo nesta hora difícil:
"A minha alma glorifica o Senhor
e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador".

Arriscar é: nt 17

Tudo parece um sonho!
Os três sábios persas voltaram à sua terra por outro caminho.
Já não confundem o que é de César com o que é de Deus.
O José e a Maria partilharam o seu sonho de serem uma Família e como a realidade os tinha baralhado de inicio, mas que que o Sonho falou mais forte.
Já eu tinha sonhado com uma ovelha de brincar e o Carpinteiro de Nazaré concretizou-o.
Felizes os que se deixam guiar pelos sonhos que Deus quer. É assim que o AMOR nasce!

Arriscar é: nt 16



À entrada da Gruta surgiu uma nascente, e eis que brota em todas as direcções e tudo viverá por onde quer que passe este rio
É este rio da água viva, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro.
Foi ao profeta Ezequiel (Ez 47, 1ss) que Deus revelou que proporcionaria abundantes bênçãos para o Seu povo. Essas bênçãos, foram representadas por um rio que flui da casa de Deus, fertilizaria toda a terra, produzindo colheitas abundantes, curas milagrosas, vida em abundância.
Agora bem eu sei a fonte que mana e corre,
Embora seja noite.
Aquela eterna fonte não a vê ninguém
E bem sei onde é e donde vem,

Embora seja noite.
Não pode haver, eu sei, coisa tão bela
E céus e terra beleza bebem dela,
Embora seja noite.
E desta fonte nasce uma corrente
E bem sei eu que é forte e omnipotente,
Embora seja noite.
Aqui está a chamar as criaturas
Que bebem desta água, e às escuras,
Porque é de noite.
Esta viva fonte que desejo,
Em este Pão de Vida, aí a vejo,
Embora de noite.

Arriscar é: nt15

Pois do Oriente vimos a Sua estrela e viemos adorá-Lo" (Mateus 2:1-2).
Assim, começavam a descrever a sua longa aventura aqueles santos Magos e de imediato todo o brilho das Estrelas se concentrava no olhar da Maria.
Saboreavam, ela e o José, tudo aos poucos, na certeza de tão grande mistério ser impossível de conter de uma só vez. 
Em tudo acolhiam a Eterna Luz que em Si encerra o melhor dos céus, o melhor da terra.
E o Jesus, cadentemente, daí a pouco deixou cair a cabeça tonta de sono no regaço virgem da Mãe.
Dorme em Paz, ó Jesus!